TOP 10 – MELHORES ACERVOS DIGITAIS DO MUNDO


JÁ POSTEI O “TOP 10 MELHORES ACERVOS DIGITAIS BRASILEIROS”. HOJE, CONSEGUI REUNIR DEZ DOS MELHORES ACERVOS DIGITAIS DO MUNDO (SEGUNDO O SITES INTERESSANTES). SÃO REVISTAS, PERIÓDICOS E LIVROS QUE PODEM SER ACESSADOS, NA SUA MAIORIA, GRATUITAMENTE PELO INTERNAUTA. OS 5 ÚLTIMOS ACERVOS DESTA LISTA FAZEM PARTE DO GOOGLE LIVROS, QUE É UM SERVIÇO DO GOOGLE QUE PERMITE QUE OBRAS DE DOMÍNIO PÚBLICO E OUTROS MATERIAIS SEM DIREITOS AUTORAIS SEREM CARREGADOS EM FORMATO PDF. NESTE SÍTIO, OS INTERNAUTAS PODERÃO FAZER DOWNLOAD E IMPRIMIR NA ÍNTEGRA DIVERSOS LIVROS E REVISTAS, CUJOS DIREITOS AUTORAIS EXPIRARAM.

www.cervantesvirtual.com

1 – BIBLIOTECA VIRTUAL MIGUEL DE CERVANTES (SITE EM ESPANHOL) – SEGUNDO O WIKIPEDIA,  A BIBLIOTECA VIRTUAL MIGUEL DE CERVANTES É UMA GRANDE BIBLIOTECA DIGITAL, CUJO PROJETO É MANTIDO PELA UNIVERSIDADE DE ALICANTE, COMPREENDE O MAIOR ACESSO ABERTO  E REPOSITÓRIO DE DIGITALIZADOS EM LÍNGUA ESPANHOLA. “QUANDO LANÇADO OFICIALMENTE EM 1999, O BVMC FOI O PRIMEIRO ARQUIVO DIGITAL DE TEXTOS EM LÍNGUA ESPANHOLA NA INTERNET , INICIALMENTE, REPRODUZINDO CERCA DE 2.000 OBRAS INDIVIDUAIS POR 400 DOS MAIS SIGNIFICATIVOS AUTORES EM ESPANHOL E LATINO-AMERICANOS” E 2005-2006, O NÚMERO DE TRABALHOS INSCRITOS E DISPONÍVEL ATINGIU MAIS DE 22.000. 

2 – THE ENCYCLOPEDIA OF EARTH (SITE  EM INGLÊS)-  SEGUNDO O WIKIPEDIA,  A ENCICLOPÉDIA DA TERRA (ABREVIADO EOE) É UMA REFERÊNCIA ELETRÔNICA SOBRE A TERRA, SEUS AMBIENTES NATURAIS, E SUA INTERAÇÃO COM A SOCIEDADE . A ENCICLOPÉDIA É DESCRITA COMO UMA TOTALIDADE, E É UMA COLEÇÃO GRATUITA DE ARTIGOS ESCRITOS POR ESTUDIOSOS, PROFISSIONAIS, EDUCADORES E OUTROS ESPECIALISTAS APROVADOS, QUE COLABORAM NA REVISÃO DE OUTROS TRABALHOS. OS ARTIGOS SÃO ESCRITOS EM LINGUAGEM NÃO-TÉCNICA E SE DESTINAM A SER ÚTIL PARA ESTUDANTES, EDUCADORES, ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS, BEM COMO AO PÚBLICO EM GERAL. 

3 –  JORNAL DO BRASIL (SITE EM PORTUGUÊS) –  ACESSE A VERSÃO EXPERIMENTAL DA COLEÇÃO CENTENÁRIA DO JORNAL DO BRASIL, DISPONÍVEL NO GOOGLE NEWS ARCHIVE E CONFIRA O QUE FOI NOTÍCIA NO PAÍS E NO MUNDO EM DIFERENTES ÉPOCAS.
4 – BIBLIOTECA BRITÂNICA ON LINE (SITE EM INGLÊS) – COM A AJUDA DA MICROSOFT, A BIBLIOTECA BRITÂNICA ESTÁ USANDO O SOFTWARE TURNING PAGES PARA FAZER SEUS TESOUROS DISPONÍVEIS PARA TANTAS PESSOAS QUANTO POSSÍVEL . SÃO 14 MILHÕES DE LIVROS, 920.000 TÍTULOS DE REVISTAS E JORNAIS, 58 MILHÕES DE PATENTES, 3 MILHOES DE GRAVAÇÕES DE SOM E MUITO MAIS.

5 – REVISTA BILLBOARD (EM INGLÊS) – QUANDO SE FALA EM MUSICA SE FALA EM BILLBOARD. ELA  PUBLICA RELATÓRIOS INCOMPARÁVEIS SOBRE AS ÚLTIMAS MÚSICAS, VÍDEOS, JOGOS, MÍDIA, ENTRETENIMENTO DIGITAL E TENDÊNCIAS. CONSEGUI ENCONTRAR NO GOOGLE LIVROS EXEMPLARES DO ANO DE 1940 A 2009. É ACESSAR E LER. 
6 – LIFE MAGAZINE (EM INGLÊS) – SEGUNDO O SITE GOOGLE LIVROS “ É A REVISTA TESOURO FOTOGRÁFICO QUE NARROU O SÉCULO 20.” OS USUÁRIOS PODEM NAVEGAR, PESQUISAR E VER FOTOS DE PESSOAS DE HOJE E EVENTOS. ELES TÊM LIVRE ACESSO A IMAGENS DE COMPARTILHAR, IMPRIMIR E POSTAR PARA USO PESSOAL.

7 – ELLEGIRL (EM INGLÊS) – SEGUNDO O GOOGLE LIVROS A REVISTA É “A BÍBLIA DA MODA INTERNACIONAL PARA AS MENINAS QUE SE ATREVEM A SER DIFERENTES, É PUBLICADA PELA HACHETTE FILIPACCHI MEDIA DOS EUA, INC., E ESTÁ ACESSÍVEL NA INTERNET EM ELLEGIRL.ELLE.COM /. ELLEGIRL PROPORCIONA ÀS JOVENS MULHERES COM INFORMAÇÕES PRIVILEGIADAS SOBRE MODA, BELEZA, SERVIÇOS E CULTURA POP COM UMA VOZ QUE, APESAR DE MANTER A AUTORIDADE SOBRE O ASSUNTO, INCLUI E DIVERTE.” 
8 – WOMEN’S HEALTH (EM INGLÊS) –  A REVISTA FALA DE CADA ASPECTO DA VIDA DE UMA MULHER, INCLUINDO A SAÚDE, FITNESS, NUTRIÇÃO, BEM-ESTAR EMOCIONAL E RELACIONAMENTOS, BELEZA E ESTILO. 
9 – MEN’S HEALTH (EM INGLÊS) – A REVISTA CONTÉM DICAS DIÁRIAS E ARTIGOS SOBRE FITNESS, NUTRIÇÃO, RELACIONAMENTO, CARREIRA E ESTILO DE VIDA. 
10 – SPY (EM INGLÊS) – REVISTA MENSAL SATÍRICA FUNDADA EM 1986, QUE TINHA COMO FOCO PRINCIPAL A INFORMAÇÃO E O HUMOR SATÍRICO, MAS TAMBÉM, TINHA PINCELADAS DE JORNALISMO INVESTIGATIVO. FECHOU DEFINITIVAMENTE EM 1998. NO GOOGLE LIVROS VAMOS ENCONTRAR EXEMPLARES DE 1986 A 1998. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *